Blog

Preparação para emergências ambientais


Enviado em 12 de Março, 2019

É necessário estarmos sempre, e cada vez mais, preparados para os acidentes ambientais que atingem ou podem atingir todas as atividades econômicas, entre elas, o transporte de produtos perigosos. O assessor jurídico ambiental do Setcemg e da Fetcemg, Walter Cerqueira, falou em artigo publicado na Coluna Painel do Transporte, do jornal O Tempo do dia 11 de março, sobre a responsabilidade das empresas em trabalhar com segurança para o meio ambiente. Confira!

 

Desde o dia 25 de janeiro, o Brasil assiste com dor e indignação às consequências e aos desdobramentos do rompimento da barragem de rejeitos de minério em Brumadinho.

Esse triste capítulo da nossa história nos faz reforçar duas crenças: a primeira, de que na vida morremos muitas vezes: morremos juntamente com cada uma das famílias vitimadas; morremos por ver uma cidade ter sua rotina e sua paisagem completamente destruídas; morremos pelos cursos d'águas contaminados e soterrados; morremos pelos animais abatidos no meio da lama.

Já a segunda crença é a necessidade de estarmos sempre e cada vez mais preparados para os acidentes ambientais que atingem ou podem atingir todas as atividades econômicas, entre elas, o transporte de produtos perigosos.

Dados da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) mostram que o Núcleo de Emergência Ambiental (NEA), no ano de 2018 até meados de dezembro, atendeu 292 emergências envolvendo o transporte rodoviário de cargas, o que confirma a necessidade dos transportadores investirem seriamente em medidas preventivas, tais como: instrução, atualização e preparo de motoristas e ajudantes, renovação e manutenção de frota, implementação de sistemas de gestão de riscos, elaboração de rotogramas e monitoramento dos veículos.

Além dos constantes investimentos para prevenção de acidentes, os transportadores devem estar preparados para o caso de terem seus veículos envolvidos em acidentes, especialmente quando transportarem produtos perigosos.

Para tanto, conforme dispõe a legislação em vigor, devem elaborar, implementar e testar periodicamente o Plano de Atendimento a Emergências (PAE) de modo a fornecer respostas rápidas e eficientes às emergências ambientais. O PAE deve ser amplamente divulgado pelas empresas aos seus empregados, principalmente aos motoristas, para que os mesmos sejam capazes de agir de forma segura até a chegada da equipe de emergência e de comunicarem imediatamente aos responsáveis na empresa. 

É responsabilidade de todos trabalhar para garantir um transporte de cargas perigosas com segurança para a população e o meio ambiente.

 

Walter Cerqueira – assessor jurídico ambiental do Setcemg e da Fetcemg


Arquivos


Hist?rico

Mais atenção para a BR-381

Enviado em: 06 de maio de 2019

Blog

A responsabilidade em emergências ambientais

Enviado em: 22 de abril de 2019

Blog

Transporte de resíduos sólidos e rejeitos

Enviado em: 08 de abril de 2019

Blog

Motorista de caminhão: nova realidade

Enviado em: 25 de fevereiro de 2019

Blog

A força da juventude nos negócios

Enviado em: 14 de janeiro de 2019

Blog

A importância do Sistema S

Enviado em: 31 de dezembro de 2018

Blog

Novos limites para emissões

Enviado em: 17 de dezembro de 2018

Blog

A obrigatoriedade de assembleias e reuniões de sócios

Enviado em: 03 de dezembro de 2018

Blog

Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais

Av. Antônio Abrahão Caram, 728 | Bairro Pampulha
Belo Horizonte - MG | Cep: 31275-000

Telefone: (31) 3490-0330

© 2015 SETCEMG Todos os direitos reservados