DESEMPENHO DO SETOR EM PAUTA

O repórter Felipe Quintella, do jornal Estado de Minas, conversou com o presidente do Setcemg, Gladstone Lobato, sobre os impactos da crise no setor em Minas Gerais. O veículo repercutiu os resultados da pesquisa da NTC&Logística que apontam que o setor apresenta queda de 40%, em média, desde o início da pandemia.

O presidente do Setcemg prevê uma retomada lenta para o setor de transportes. Para Gladstone Lobato, o “novo normal” e os cuidados sanitários depois da pior fase da pandemia vão dificultar o manuseio e a entrega das mercadorias. Por ser um setor muito segmentado, o dirigente acredita que parte da retomada vai depender da recuperação das outras áreas da economia. “É difícil prever. É uma cadeia muito grande, e algumas áreas não voltam com tanta facilidade”, analisa.

O diretor da Lenarge, Flávio Freire, destacou a situação das empresas, que em sua maioria precisaram fazer cortes e diminuir custos: “O saldo com certeza é negativo. Os clientes estão reagindo de forma muito diferente. Até o final do ano, não temos uma previsão de recuperação”, afirmou.

Posts Relacionados

Deixar um comentário