Motorista Nota 10: “Não basta apenas ter carteira de habilitação”

Nesta terceira reportagem especial, você conhece mais um Motorista Nota 10 – Luis de Moraes Secundino ,da Transportadora Nova Era

Para dirigir um caminhão atualmente, não basta apenas ter a carteira de habilitação. É preciso muito mais. Quem faz essa constatação é o Luis de Moraes Secundino, 39 anos, motorista-instrutor da Transportadora Nova Era. “Há uma série de normas e regulamentações vigentes. Além disso, os caminhões estão cada vez mais tecnológicos”, afirma.

A Transportadora Nova Era possui um frota de mais de 120 caminhões e Luis de Moraes é figurinha carimbada entre os funcionários. É por ele primeiro que passam os candidatos e novos funcionários contratados pela empresa. Luis de Moraes faz avaliação inicial se o profissional está apto ou não. Além disso, treina e prepara os motoristas sobre as ferramentas e tecnologias do caminhão; condições de economia e direção segura.  “Todo dia eu aprendo algo novo. Ensinar é aprender”, afirma. “Gosto de instruir, de orientar, de mostrar como funciona a empresa, o caminhão e como são os clientes”, enumera. “Ensinar a gama de temas que envolvem o setor. Direção segura e a prática dela”, enfatiza.

Luis de Moraes entrou para a Transportadora Nova Era em 2008 como caminhoneiro. E desempenha o papel de motorista-instrutor desde 2014. Para ele, a experiência da estrada e a atividade como instrutor lhe trouxeram a oportunidade de conhecer a realidade dos dois lados. Não à toa, uma das suas atividades é fazer o acompanhamento da primeira viagem na estrada do novo motorista que entra para a transportadora.

Natural de Nova Era, em Minas Gerais, Luis de Moraes é casado há 19 anos com Izabel Cristina Brasil, de 42 e é pai de um adolescente de 15 anos e uma menina de cinco. Ele e a família moram em Betim desde 2005. Caminhoneiro há 13 anos, ele conta que sua entrada para esta profissão ocorreu por curiosidade própria e por influência dos amigos. “Eu convivia com amigos caminhoneiros”, revela. “Tenho amizade de longa data com eles até hoje”, constata.

“Gosto do que faço, gosto de viajar e de ser caminhoneiro. Gosto de ser instrutor e tenho que estar sempre atualizado”, observa, logo após citar os cursos de capacitação do Sest Senat como fundamentais para o aprimoramento da atividade profissional.

Sobre ser indicado como o Motorista Nota 10, ele se diz surpreso, pois tem outros colegas também muito bons na empresa. “É uma satisfação enorme ser reconhecido. Trabalho para ser um bom profissional”, conclui.

Posts Relacionados

Deixar um comentário