1 – O plano de saúde/odontológico é obrigatório?
A oferta do benefício é obrigatória para as empresas, de acordo com a CCT – Convenção Coletiva de Trabalho. Acesse aqui as CCT´s.

O empregado tem livre opção e para participar do plano de saúde, ou nele permanecer, o empregado optante autorizará expressamente o desconto do montante em folha de pagamento (Súmula 342-TST). Cláusula 15ª § 2

O empregado que não optar por sua participação no Plano de Saúde, não terá nenhum custo e também não receberá nenhuma outra contrapartida, tendo em vista que o benefício negociado é plano de saúde/odontológico.

2 – O que é e qual o papel da Câmara de Conciliação?
A cláusula 16ª da CCT define todas as atribuições da Câmara que é constituída por 3 representantes das entidades patronais e 3 representantes das entidades profissionais:

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA – DA CONSTITUIÇÃO E ATUAÇÃO DA CÂMARA DE CONCILIAÇÃO DO PLANO DE SAÚDE 

As partes constituem a Câmara de Conciliação do Plano de Saúde/odontológico com jurisdição em todos os municípios da base territorial constante desta convenção. É composta por membros das categorias profissionais sendo dois da FETTROMINAS e um da FETRAMOV, no total de três, e por três membros da categoria econômica e seus respectivos suplentes, todos indicados pelas respectivas Entidades. É dotada das seguintes funções:

I – Decidir, fiscalizar, determinar e dirimir todas as questões administrativas e contratuais relativamente ao plano de saúde/odontológico;
II – Autorizar qualquer alteração envolvendo o plano de saúde/odontológico;
III – Acompanhar, fiscalizar e controlar a prestação dos serviços das prestadoras contratadas, e de toda a rede credenciada para atendimento;
IV – Acompanhar a evolução dos custos e exigir das prestadoras os documentos e demonstrativos que julgar convenientes e necessários, bem como propor às entidades, profissional e econômica, as adequações financeiras e de custos do plano de saúde/odontológico, quando comprovadamente necessárias;
V – Homologar e autorizar a contratação ou rescisão contratual das prestadoras de plano de saúde/odontológico mediante parecer fundamentado;
VI – Estipular prazos e metas às prestadoras de plano de saúde e do odontológico para o trabalho de prospecção e contratação, sob pena de autorizar a outras prestadoras pertencentes ao sistema de prestação de serviços de saúde no transporte de carga, a comercialização de seus produtos em outras bases territoriais;

Parágrafo primeiro – Para homologação, contratação e operação, todas as prestadoras do plano de saúde e do odontológico submetem-se e satisfazem os critérios estabelecidos pela Câmara de Conciliação do Plano de Saúde e pela ANS – Agência Nacional de Saúde. Sob pena de rescisão de contrato, as prestadoras de plano de saúde e odontológico fornecerão à Câmara, periodicamente, a sua documentação jurídica, fiscal, econômica e técnica definida pela Câmara.

Parágrafo segundo – As prestadoras de plano de saúde e odontológico contratadas terão suas áreas de atuação preferenciais definidas no contrato, mediante homologação da Câmara de Conciliação do Plano de Saúde/odontológico, podendo, entretanto, atuar em todo o Estado de Minas Gerais.

Parágrafo terceiro – Após receber indicação ou solicitação de Operadora de Plano de Saúde e Odontológico para habilitação de seu produto na carteira do TRC, acompanhada da documentação necessária para esta finalidade, a Câmara de Conciliação do Plano de Saúde/Odontológico terá 30 (trinta) dias para proferir sua decisão. Não obedecido este prazo, ocorrerá a automática habilitação da empresa solicitante.

3 – Os empregados podem optar pelo benefício em dinheiro ao invés do plano de saúde?
Não. O benefício do plano de saúde/odontológico é obrigatório nos termos da Convenção Coletiva de Trabalho. A empresa que decidir pelo pagamento em espécie está incorrendo em descumprimento da CCT, passível de ação trabalhista. O pagamento em dinheiro está sujeito a incidência de encargos trabalhistas e previdenciários.

4 – A empresa pode optar por outra operadora de plano de saúde diferente daquela indicada pela Fettrominas/Fetcemg e habilitada pela Câmara de Conciliação?
Sim. Porém, terá de solicitar, por escrito, autorização da Câmara de Conciliação do Plano de Saúde planodesaude@fettrominas.org.br

Após receber indicação ou solicitação de Operadora de Plano de Saúde para habilitação de seu produto na carteira do TRC, acompanhada da documentação necessária para esta finalidade, a Câmara de Conciliação do Plano de Saúde terá 30 (trinta) dias para proferir sua decisão. Não obedecido este prazo, ocorrerá a automática habilitação da empresa solicitante. Cláusula 16ª § 3

6 – Qual a operadora devo contratar?

As operadoras indicadas ou outra operadora de sua preferência, desde que habilitadas pela Câmara de Conciliação do Plano de Saúde. A habilitação consiste na avaliação econômico financeira, balanço, regularidade fiscal com a apresentação das certidões negativas de débito junto à receita federal, previdência social e tributos municipais, regularidade junto a ANS – Agência Nacional de Saúde e regularidade jurídica com a análise do contrato social da empresa, composição societária, capital social etc.

7 – Quais as operadoras estão habilitadas:

  • Belo Horizonte e Região Metropolitana – VITALLIS e PROMED;
  • Conselheiro Lafaiete – VITALLIS;
  • Região Sul de Minas – Vitallis e Promed;
  • Região Centro Oeste de Minas – PRONTOMED;
  • Região do Triângulo Mineiro exceto Uberlândia e Uberaba – VITALLIS;
  • Uberaba – RN Metropolitan;
  • Uberlândia – CCT – Convenção Coletiva de Trabalho com Termos e condições próprias;
  • Demais Regiões – VITALLIS;

8 – Qual o custo das empresas e dos empregados?

MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
OPERADORAS BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
USISAÚDE (USIFAMÍLIA) CORONEL FABRICIANO R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 127,20 R$ 222,60 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
OPERADORAS BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
RN METROPOLITAN ARAXÁ – INDIVIDUAL R$ 184,71 R$ 82,79 R$ 267,50 $25,00 REDE PROPRIA $ 45,00 REDE CREDENCIADA $40,00 PRONTO SOCORRO 40% R$ 35,00 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
RN METROPOLITAN ARAXÁ – FAMILIAR R$ 184,71 R$ 131,52 R$ 316,23
RN METROPOLITAN UBERABA R$ 184,71 R$ 131,52 R$ 316,23
MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
OPERADORAS BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
PRONTOMED (BRONZE) ARAXÁ – INDIVIDUAL R$ 195,79 R$ 61,01 R$ 256,80 $40,00 CONSULTA REDE PROPRIA $49,00 CONSULTA REDE CREDÊNCIADA 30% R$ 150,00 SEM LIMITE 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PRONTOMED (BRONZE) ARAXÁ – FAMILIAR R$ 195,79 R$ 107,79 R$ 303,58
PRONTOMED ARCOS R$ 195,79 R$ 71,47 R$ 267,26 $ 41,34 CONSULTA REDE PROPRIA $50,35 CONSULTA REDE CREDÊNCIADA 30% R$ 200,00 SEM LIMITE 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
DIVINOPOLIS
FORMIGA
ITAÚNA
PARÁ DE MINAS
MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
OPERADORAS BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
PROMED (CONFORT) ARAXÁ – INDIVIDUAL R$ 195,79 R$ 56,47 R$ 252,26 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (CONFORT) ARAXÁ – FAMILIAR R$ 195,79 R$ 112,06 R$ 307,85 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (LIFE) BETIM R$ 195,79 R$ 41,39 R$ 237,18 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (SELECT) CONSELHEIRO LAFAIETE – COM FOB R$ 195,79 R$ 122,87 R$ 318,66 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (SELECT) CONSELHEIRO LAFAIETE – SEM FOB R$ 195,79 R$ 53,33 R$ 249,12 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (LIFE) CONTAGEM R$ 195,79 R$ 41,39 R$ 237,18 40% 30%% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO
PROMED (CONFORT) CURVELO R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (EXECUTIVO) JUIZ DE FORA R$ 195,79 R$ 61,46 R$ 257,25 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (CONFORT) MONTES CLAROS R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (CONFORT) POÇOS DE CALDAS R$ 209,66 R$ 57,17 R$ 266,83 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (SELECT) REGIÃO METROPOLITANA R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
PROMED (SELECT) TEOFILO OTONI R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL

 

VITALLIS MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
GRUPO BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
1 GP1 BRUMADINHO R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
2 CORONEL FABRICIANO
3 GOVERNADOR VALADARES
4 OURO PRETO
5 SETE LAGOAS
6 SÃO JOÃO DEL REI
7 TEÓFILO OTONI
8 PONTE NOVA
9 BH / REGIÃO METROPOLITANA
10 GP2 LEOPOLDINA R$ 195,79 R$ 28,22 R$ 224,01 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
11 MURIAÉ
12 GP3 ARAXÁ – INDIVIDUAL R$ 195,79 R$ 56,47 R$ 252,26 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
12 ARAXÁ – FAMILIAR R$ 112,06 R$ 307,86
13 ITUIUTABA – INDIVIDUAL R$ 56,47 R$ 252,26
13 ITUIUTABA – FAMILIAR R$ 112,06 R$ 307,86
14 PATOS DE MINAS – INDIVIDUAL R$ 56,47 R$ 252,26
14 PATOS DE MINAS – FAMILIAR R$ 112,06 R$ 307,86
15 GP4 LAVRAS R$ 195,79 R$ 39,79 R$ 235,59 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
16 GP5 BETIM R$ 195,79 R$ 41,39 R$ 237,19 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
17 CONTAGEM
18 GP6 UBÁ R$ 195,79 R$ 31,74 R$ 227,53 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
19 GP7 PASSOS R$ 195,79 R$ 71,04 R$ 266,83 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
20 POÇOS DE CALDAS
VITALLIS MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
GRUPO BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
21 GP8 UBERLÂNDIA – INDIVIDUAL R$ 195,79 R$ 71,52 R$ 267,31 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
21 UBERLÂNDIA – FAMILIAR R$ 118,01 R$ 313,80
22 GP9 CONSELHEIRO LAFAIETE – SEM FOB R$ 195,79 R$ 53,33 R$ 249,12 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
23 GP10 CONSELHEIRO LAFAIETE – COM FOB R$ 122,86 R$ 318,66 40% DEMAIS PRESTADORES E 50% NA FOB 30% DEMAIS PRESTADORES E 50% NA FOB
24 GP11 ITABIRA R$ 195,79 R$ 23,51 R$ 219,30 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
25 MONTES CLAROS
26 PARACATU
27 CURVELO
28 GP12 BARBACENA R$ 195,79 R$ 26,04 R$ 221,84 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
VITALLIS MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
GRUPO BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
29 GP13 JUIZ DE FORA R$ 195,79 R$ 0,00 R$ 195,79 50% 40% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
VITALLIS MENSALIDADE COPARTICIPAÇÃO LIMITE CCT
REDE BASE VALOR EMPRESA VALOR EMPREGADO VALOR TOTAL CONSULTA EXAMES E PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS INTERNAÇÃO LIMITE DE COPART MENSALIDADE + COPART
PLUS II BETIM R$ 195,79 R$ 100,09 R$ 295,88 40% 30% R$ 106,00 R$ 186,66 15% SOBRE O SALÁRIO NOMINAL
CONTAGEM

 

9 – Além do valor fixo mensal a ser descontado em folha dos empregados tem outros descontos de plano de saúde?
Sim. O desconto de co-participação em caso de uso, consultas e exames.
Nota importante: os valores mensais relativos ao plano de saúde descontados em folha do empregado não poderão ultrapassar o limite de 15 % (quinze por cento) do salário nominal. Cláusula 15ª § 4

10 – qual o valor das co-participações?
O valor da co participação varia de acordo com a operadora. Consulte a tabela anterior.

11 – A empresa pode pagar também a parte do empregado?
Sim, mas não é o recomendado. A legislação recente RN n. 279 da ANS favorece a opção de continuidade do plano do empregado afastado e aposentado, para aqueles que contribuíram diretamente para o plano de saúde.

12 – Em caso de afastamento pelo INSS a empresa é obrigada a manter o plano de saúde?
Sim. Contudo, o custo do plano de saúde, parte empresa e empregado, a partir do momento que o empregado se afastar, passa a ser exclusivamente dele. A empresa, no momento do afastamento, deve comunicar ao empregado sobre a responsabilidade pelo pagamento, inclusive realizando a cobrança extrajudicial em caso de inadimplemento. O empregado deve ser advertido que o não pagamento contínuo ou descontínuo no período de 1 (um) ano por mais de 60 dias pode acarretar a suspensão do benefício concedido até a efetiva regularização do débido.

* Recomendações e sugestões

  1. Solicite da operadora de plano de saúde que faça uma palestra para os empregados com todas as explicações sobre o uso, direitos e obrigações dos empregados e das operadoras;
  2. O cumprimento da convenção coletiva é essencial para evitar riscos de passivos trabalhistas futuros e agilizar as homologações de rescisão dos contratos de trabalho;
  3. As empresas devem evitar assumir os desgastes decorrentes de problemas de atendimento. Eles existem.
    As reclamações, solicitações etc. devem ser dirigidas para o sindicato profissional da base com cópia e/ou para a Câmara de Conciliação do Plano de Saúde – planodesaude@fettrominas.org.br
    O plano de saúde é um benefício fornecido pelas empresas. Porém, a empresa, dentre outros, deve ter retorno em termos de redução do absenteísmo, redução/eliminação dos atestados médicos de conveniência, retenção de mão de obra.
  4. Estimule a operadora de plano de saúde que atende a empresa a divulgar seus programas de medicina preventiva. Procure também incluir a operadora nos programas da CIPA.
TEM ALGUMA DÚVIDA?

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.