MINAS GERAIS MANTÉM PREVISÃO DE NOVO RECORDE DA SAFRA DE GRÃOS 2020/2021

Estimativa é de 17,5 mi de toneladas, um crescimento de 14% sobre a safra anterior

O feijão também deverá registrar um aumento de 5,9% na produção total, alcançando 588,1 mil toneladas. A área destinada ao cultivo deve crescer 2,7%, chegando a 355,1 mil hectares. Para a produtividade é aguardado um ganho de 1,7%, registrando 1.656 kg/ha. Este bom resultado se deve principalmente pela expansão da área do feijão 1º safra, de 4,1%, acumulando 151,5 mil hectares. A produção deve alcançar 224,4 mil toneladas, 15,6% superior à safra passada.

Outro grão com estimativa de crescimento na produção é o amendoim (+34,7%), atingindo 6,6 mil toneladas. O aumento é decorrente da expansão de 29,4% na área cultivada, com cerca de 2,2 mil hectares. A produtividade deve crescer 3,6%, chegando a 3.013 (kg/ha).

Girassol

Minas Gerais mantém a expectativa de crescimento também na produção de girassol, com alta de 50% na produção, atingindo 0,3 mil toneladas. Este resultado se deve ao crescimento de 100% na área destinada ao cultivo, que passou de 0,1 mil para 0,2 mil hectares.

Para os demais grãos (algodão em caroço, arroz, sorgo e trigo) a tendência é de queda na produção em relação à safra passada. O algodão em caroço terá redução de 18,2%, registrando 131,9 mil toneladas. Para o arroz a redução da produção será de 13,4%, com 7,1 mil toneladas. Estima-se queda de 0,8% na produção de sorgo (775,7 mil toneladas) e, também, para o trigo, que deverá sofrer uma retração de 4,4%, registrando 217,1 mil toneladas.

Fonte: Agência Minas

imagem de destaque

Deixe um comentário