FECHADA AS NEGOCIAÇÕES DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2021/2022

A negociação entre os representantes das categorias profissional e econômica do transporte rodoviário de cargas teve desfecho na manhã de quarta-feira, dia 19/05/2021.

Com a presença de duas federações de trabalhadores, a FETCEMG e seus sindicatos filiados, em ação conjunta, conseguiram promover o fechamento das negociações coletivas para o exercício de 2021/2022.

Após seis reuniões com a Fettramov – Movimentadores de Mercadoria e seus 28 sindicatos e com a Fettrominas e seus 42 sindicatos profissionais a Fetcemg, em conjunto com o SINDNOR, SETCEMG, SETCOM, SETCJF, SETTRIM, SETSUL e SINDIPESA, conseguiu promover a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho.

O presidente da Fetcemg, Sérgio Pedrosa, que coordenou as negociações representando a categoria patronal avaliou positivamente as premissas do acordo feito em tempo recorde.  “Gostaria de agradecer as lideranças do lado patronal e do lado laboral, que sempre se posicionaram na direção do consenso e da harmonia. Conseguimos fechar a CCT no mês de maio, um tempo recorde, o que foi muito bom para as empresas e para os nossos colaboradores, que são o maior patrimônio das empresas. Gostaria de fazer um agradecimento especial aos presidentes Erivaldo Adami (Fettrominas) e Teovaldo José Aparecido (Fetramov), que contribuíram muito para a conclusão da CCT, através da harmonia entre eles. Agradeço também a todas as lideranças de ambos os lados e da nossa assessoria jurídica.”

 

Conheça os principais termos do acordo:

O índice de 7,59% foi parcelado em duas vezes, com a primeira de 5% em maio/21 incidente sobre os salários de abril/2021 e a segunda parcela de 2,59% em setembro/21, incidente sobre maio/2021. Os índices serão aplicados aos salários até o teto de R$3.000,00. A diária passa para o valor de R$50,00. A ajuda alimentação será de R$15,00 e a PPR será de R$440,88 em duas parcelas semestrais. Cláusula de proteção e adequação da CCT à LGPD. As demais condições permaneceram.
Mas atenção, estas condições negociadas dependem da aprovação das assembleias de cada uma das entidades sindicais (econômica e profissional). Se a proposta colocada sobre a mesa não for aprovada pelas respectivas categorias, as entidades deverão retornar à mesa de negociação.

Deixe um comentário

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.