Vacinação de motoristas profissionais

Na quinta-feira (16), caminhoneiros autônomos, motoristas profissionais do transporte rodoviário de cargas e outras categorias de motoristas e trabalhadores portuários começaram a receber a dose da vacina contra o vírus influenza, causador da gripe.

A inclusão dessas categorias de trabalhadores no grupo prioritário foi um pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e do SEST SENAT aos ministérios da Saúde e da Infraestrutura. “O objetivo é fortalecer a imunidade desses profissionais e, assim, reduzir a pressão sobre o sistema público de saúde”, afirma Vander Costa.

Essa etapa da campanha seguirá até o dia 9 de maio. Para se vacinar, é necessário apresentar um documento que comprove sua atuação, que pode ser:

  • Motoristas de caminhão (empregados e autônomos): CNH nas categorias C ou E; carteira de trabalho; crachá da empresa; contracheque e documento de identificação; ou comprovante do RNTRC.
  • Profissionais do transporte rodoviário de passageiros: CNH na categoria D; carteira de trabalho; crachá da empresa; ou contracheque e documento de identificação.
  • Trabalhador portuário, que atua nos serviços definidos pela lei n.º 12.815/2003: comprovante do registro no OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra) ou a carteira de sócio(a) do sindicato da categoria; o contracheque com documento de identidade; declarações dos serviços onde atua; carteira de trabalho; ou crachá funcional.

Fonte: CNT

Posts Relacionados

Deixar um comentário