Celular e direção: o risco e a segurança estão em suas mãos

Até pode parecer inofensivo e muito tentador quando ouvimos alguma notificação de chegada de uma mensagem, mas usar o celular e dirigir é uma mistura que pode colocar a vida em risco. Isso porque o trânsito exige cem por cento da atenção do motorista. Um pequeno deslize pode causar grandes estragos. É cada vez mais comum acidentes e mortes ocorridas no trânsito em que o protagonista é o uso inadequado do celular.

É só uma olhadinha. Tão rápida que não vai acontecer nada. Será? Uma pesquisa realizada pela Universidade de Utah, nos Estados Unidos, mostrou que a combinação celular e trânsito pode aumentar em até 400% o risco de acidentes. Ao desviar o olhar para ler uma mensagem, por exemplo, o condutor perde cerca de cinco segundos da atenção. Se ele estiver a 80 km/h, é como se percorresse um campo de futebol inteiro sem ver o que está acontece do lado de fora.

Além de perigoso, usar o celular quando se está ao volante é proibido por lei no Brasil. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir o veículo usando fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou com telefone celular é considerado infração de trânsito gravíssima e o condutor está sujeito a perder onze pontos na carteira de habilitação e multa de R$424; sendo R$293,47 por tirar uma das mãos do volante para usar o celular no carro e R$130,16 por usar o telefone, ainda que não esteja segurando-o e usando um fone de ouvido.

Portanto, não use o celular quando estiver na direção. Essa medida poderá evitar acidentes e ajudará a salvar vidas.

Cuide da sua vida e da vida de quem pega a estrada junto com você!

 

PERCEBA O RISCO. PROTEJA A VIDA!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.