Roubo de cargas na RMBH é tema de GT SEGURANÇA

Nesta quarta-feira (21), o Setcemg recebeu representantes das empresas de transporte de cargas, polícias federal, civil e militar, guarda civil e lideranças do transporte para mais uma reunião do Grupo Técnico de Trabalho (GT) Segurança Logística.

No encontro, foram apresentados os números do roubo de cargas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), além dos principais pontos no estado que favorecem o crime, tais como a fronteira de Minas Gerais com o estado da Bahia, região do Triângulo Mineiro e RMBH, sendo este último o que tem a maior incidência do roubo.

Em Minas Gerais, de janeiro de 2016 a agosto de 2019, foram registrados 1995 roubos a carga na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), sendo que BH, Contagem, Betim e Ribeirão das Neves representam 31% deste número”, explicou o Coronel Eduardo Felisberto Alves, comandante da 2ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais (2ª RPM/MG).

Ainda segundo o Coronel, dentro dos municípios que integram a 2ª Região do Batalhão da Polícia Militar, foram registrados de 2016 a 2019 485 roubos, destes 0,66% são roubos de carga.

Quando o assunto é o tipo de carga mais roubado, o coronel destacou que os eletroeletrônicos, como celulares, ainda são os mais visados, representando 34% do índice de roubos. Cigarros, autopeças, alimentos, combustíveis e medicamentos também estão na lista de cargas mais roubadas.

Outra informação importante foi a redução do roubo de cargas no Estado. “Em comparação ao mesmo período dos anos anteriores, tem se observado uma tendência de queda nos roubos, que em 2019 apresentam uma redução de 37%. Um dos fatores que contribuíram para esta redução foi a prisão de 109 autores de roubos a cargas no período”, explicou.

O coronel compartilhou algumas ações desenvolvidas pelo batalhão no combate ao crime. “Entre as ações, estão planos de combate ao roubo de cargas,  ao roubo de veículos, a crimes violentos contra o patrimônio, e roubo de transeunte.  Além disso, desenvolvemos a operação Cinturão Metropolitano, operação Divisa Segura, Operação Minas Segura, operação Conjunta com Fiscais da Receita estadual”, completou.

Renovado convênio da Fetcemg e Delegacia de Combate ao Roubo

Outro ponto de destaque na reunião foi a renovação do convênio de coparticipação entre a delegacia especializada no combate ao roubo de cargas, que atualmente integra da DEPATRI, e a Fetcemg. O acordo é mais uma ação da Federação no suporte às empresas de transporte rodoviário de cargas de Minas Gerais no combate ao roubo de cargas.

“A Fetcemg encabeça diversas frentes na área da segurança e uma delas é este Convênio com a Polícia Civil que foi renovado por mais cinco anos e é uma forma de apoiar e estruturar uma delegacia especializada em Roubo de Cargas. Sabemos das dificuldades da Polícia e também do quanto o setor de inteligência dela é articulado e efetivo, mas que muitas vezes falta a estrutura para desenvolver, e é nesse momento que a Federação entra. Essa é uma parceria extremamente importante para o setor, que trouxe um resultado muito positivo, reduzindo o número de roubo de cargas no estado, principalmente nos dois últimos anos. Os números mostram que é uma parceria certa e que devemos continuar investindo. Sem contar no relacionamento estreito, próximo e de confiança que vamos traçando com as polícias, o que traz bastante agilidade nos desfechos das ocorrências”, comemora a Gerente da Fetcemg, Vanessa Borges.

Encontro de Segurança em Santa Catarina

Durante o evento foi divulgada a data do próximo Encontro de Segurança, que em 2019 será realizado nos dias 24 e 25 de setembro, em Santa Catarina.

“O evento é muito interessante e neste ano contará com a participação de 10 estados, entre forças policiais e empresários do transporte, para discutir o roubo de cargas e ações conjuntas para combater este crime”, explicou Ivanildo do Santos, assessor de segurança patrimonial da Fetcemg e coordenador do GT Segurança e Logística do Setcemg. Saiba mais sobre este evento aqui.

GT SEGURANÇA LOGÍSTICA

Posts Relacionados

Deixar um comentário