“Quando se tem óleo diesel no sangue, não tem como fugir”, conta Guilherme de Castro

Mais de uma semana tentando falar com esse motorista. Mas, quando conseguimos, ficou facilmente compreendido o motivo da dificuldade de fazer contato: a vida na estrada.

Essa é a realidade de Guilherme Aparecido Rodrigues de Castro, mineiro de Maravilhas (MG) e Motorista Nota 10 da Rodogranel, transportadora associada ao Setcemg.

O profissional nos atendeu em uma sexta-feira, numa pausa entre um carregamento e outra entrega. Há 3 anos na transportadora e há mais de 30 rodando pelas estradas do Brasil, Guilherme conta, orgulhoso, que aos 51 anos já rodou quase todo o Brasil. “Já rodei quase o país todo. Na Rodogranel, faço mais a região Nordeste”, conta.

Com emoção na voz, Guilherme conta que a profissão é um sonho de criança. Ele já passou por outras profissões, inclusive trabalhando em escritório. Mas o amor pela estrada falou mais alto. “Desde pequeno eu gostava de caminhão, achava bonita a profissão. Meu pai foi operador de máquina, meu tio fazia viagens curtas. Quando temos o óleo diesel no sangue, não tem jeito”, se diverte.

Casado, Guilherme conta que a esposa já se acostumou com sua rotina. “Fico no mínimo 10 dias fora, mas às vezes fico até 30 dias na estrada. Mas ela entende, já me conheceu assim. E também já levei ela em uma viagem, para entender a rotina. Ela sabe que na estrada é imprevisível”, diz.

Emocionado com a homenagem da Rodogranel, por ser indicado como o Motorista Nota 10, Guilherme destaca a importância do amor e dedicação. “É ótimo estar em uma empresa e se sentir valorizado. Essa é uma profissão muito sacrificante e cobrada. Tem que gostar, senão a gente não faz”, explica.

“A gente sempre procura fazer o melhor para atender a empresa e os clientes. Por questões de valores, tento sempre fazer o meu melhor para atendê-los”, completa.

Esse inclusive é um dos conselhos para inspirar os outros colegas de profissão a serem um Motorista Nota 10. “Dedicação! Dedicar à profissão e se enquadrar nas normas. Sempre a aprender, para estar preparado para resolver problemas na estrada com a tecnologia embarcada nos caminhões. Paciência e dedicação são as palavras de ordem”, conclui.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.